Sonhei que estava caminhando,
num caminho que não tinha fim.
Caminhava descalça. Olhava para um lado,
só via margaridas, em todo o redor,
de todas as tonalidades, possíveis e imaginárias.

Parei.. Eis que pousa em minhas mãos,
lindas joaninhas, vermelhas de poazinhos pretos.
Elas pousavam em todas as flores, de um lado ao outro.
Brincavam de voar, e saiam beijando todas as flores,
com muita delicadeza e leveza...

Elas me conduziam para um caminho lindo e encantador,
onde fiquei sentada à sombra de uma árvore,
apreciando toda aquela bela paisagem, que não tinha fim.
Em volta só havia flores, enfeitando todo aquele,
cenário tão profundo e cheio de magia.

Sonho...Sonho...meu...

Acordei, abri meus olhos.
Havia uma tênue raio de sol, entrando,
pela janela do meu quarto.
Comecei, então, a brincar com todos aqueles raios,
de luz tão esplendorosos.

Fiquei eu, a sorrir vendo aquele dia clarear,
esperando o alvorecer de mais um dia, na ânsia de viver,
cada dia mais o presente que Deus tinha me ofertado.
Quero viver o hoje, antes que se
torne o amanhã, para florescer os dias meus
sem nada cobrar do amanhã que nos espera...
Quero Viver...e Sonhar...

Maria Aparecida Macedo
"Maria Anjinha"

 

 
 

 

 

 

CrysGráficos&Design: Crys