Minha Pena Branca..
 
 
Em meu sonhar, saio pelo infinito à noite a voar...
Sob o céu  banhado de estrelas prateadas e brilhantes,
voando, aprecio a beleza do Universo...
Vou, ao encontro de quem tanto gosto,
o  amor, de minha alma gêmea...
Viajarei muito, até que encontre meu pouso!
 
Neste incansável voar,
Encontrei meu canto, onde pousei minhas
asas brancas, para descansar, junto a
essa Alma  que estava à espreita
da minha, incontida e sofrida. 
 
Acordei deste sonho, lentamente,
 sentindo que algo me faltava, sim..: 
 Minha asa dorida,
 sentia  falta de minha
pena branca, que lá deixei,
para que notada fosse,
a minha presença...
 
Fui um Anjo neste meu sonhar...
 
Maria Aparecida Macedo
" Maria Anjinha"
 
 
 

 

 

Formatado Por Maria Anjinha