Minha Alma Gêmea

Comecei a vagar,a caminhar,
sem destino.
Andei sobre prados verdejantes,
sobre campos dourados de trigo,
indo de um lado ao outro.
Ouvindo o barulho do vento
e o sol com todo o seu esplendor,
cobrindo com seus raios,
todos os trigos!

Era a coisa mais linda!
Aquela paisagem dourada
não tinha fim.
Estava eu a vagar por que?
Sim estava à procura de algo!
Não sabia o que seria!
Queria encontrar alguém que já
tivesse conhecido, no passado...

Passado esse, de medo, de dor,
enfim era tudo muito estranho.
Foi quando algo dentro de mim,
falou mais alto
Sim, vá ao encontro dele, procure
não deixe nada para depois.

Passei por muitas barreiras.
O que mais me confortava,
era o Amor que tinha dentro
de mim e a Fé...
E nessa procura inconstante,
fui de encontro aquilo que
tanto procurava.
Achei o meu outro lado
do passado:
A minha alma gêmea...

Maria Aparecida Macedo


 

 

Arte Final:Crys