"Fala-nos do Amor."
E ele ergueu a fronte e olhou para a multidão;
e um silêncio caiu sobre eles, e com uma voz
forte dirigiu-se a eles, dizendo: "
Quando o amor vos chamar, segui-o, embora
seus caminhos sejam agrestes e escarpados;
E quando ele vos envolver com suas asas,
cedei-lhe, embora a espada oculta na sua
plumagem possa ferir-vos; e quando ele vos
falar, acreditai nele, embora sua voz possa
despedaçar vossos sonhos como o vento devassa o jardim.
Pois da mesma forma por que o amor vos coroa,
assim ele vos crucifica. E da mesma forma por
que ele contribui para vosso crescimento,
ele trabalha para vossa poda.
E da mesma forma por que ele sobe à vossa
altura e acaricia vossos ramos mais tenros
que se embalam ao sol, assim ele também desce
até vossas raízes e as sacode no seu apego à
terra. Como feixes de trigo, ele vos aperta
junto ao seu coração.
Ele vos debulha para expor a vossa nudez.
Ele vos peneira para libertar-vos da palha.
Ele vos mói até a extrema brancura.
Ele vos amassa até que vos torneis maleáveis.
Então, ele vos leva ao fogo sagrado e vos
transforma no Pão Místico do Banquete Divino..."

Khalil Gibran
"O Profeta"

 

 

 

Deixe seu recadinho....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Webmaster e designer by Teka Nascimento
Copyriht© Teka Nascimento - 2008
Lençois Paulista-SP- BR
Todos os direitos reservados®