Joana D'arc

Joana D'arc, grande guerreira,
foi à frente de uma legião de soldados,
em campos de guerra, para lutar
com a França.
Filha de camponeses, acreditou
em Deus, por ter sido enviada,
e guiada em missão de Paz.
Grande guerreira, ganhando
confiança do exército e do povo.

E lá nasceu o grande patriotismo
de toda a França, e dele a grande lutadora.
Foi sagrada pelo Rei, em grande
solenidade, lhe dando poder,
para completar sua missão:
"De que o céu a encarregara."
Mas foi à luta, a pedido do rei,
em grandes batalhas.

Foi cercada por Ingleses,
aprisionada, castigada
pelos seus inimigos.
Foi queimada em praça
pública, pela honra de sua Pátria.

Em sua morte mostrou uma grandeza
tão grande, de alma e dignidade.
Morreu repetindo os santíssimos
nomes de Jesus e Maria.
E, quando, seu carrasco,
ateou fogo na fogueira,
viu, sair do corpo dela,
Pombas da Paz.
Canonizada foi, como,
Santa Joana D'arc.


Maria Aparecida Macedo
"Maria Anjinha"
Araruama
30/05/2005




*Em 1456, ela foi decretada inocente pelo papa Calisto III.

Em 1909, foi beatificada pelo papa Pio X. Na Igreja Católica, a beatificação é o primeiro passo para a canonização.

Em 1920, o papa Bento XV canonizou-a oficialmente. O dia de sua morte é celebrado em toda a França, fixada no Domingo seguinte ao dia 8 de maio, dia do aniversário da libertação de Orléans.

A Figura de Joana d'Arc ainda constitui um símbolo de luta pela liberdade, tendo inspirado muitas obras, como o poema de Christine de Pisan (Balada de Joana d'Arc, 1429), a trilogia dramática Joana d'Arc, de Charles Péguy (1897) e Joana na fogueira, oratório de P. Claudel, música de A. Honegger (1937).

Sua história inspirou várias óperas filmes e peças teatrais muito importantes em todo o mundo.*

 

 

Deixe seu recadinho.......

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Webmaster e designer by Teka Nascimento
Copyriht© Teka Nascimento - 2009
Lençois Paulista-SP- BR
Todos os direitos reservados®